Tom Sawyer (Desenho animado e filme)

31 12 2016

tom-sawyer-1Para começar esclarecendo, até certo tempo atrás eu sabia da existência do escritor Mark Twain e do personagem Huckleberry Finn, mas nunca havia lido nenhum livro.  Eu só conhecia Tom Sawyer pela famosa música do grupo canadense Rush. OK, e qual a relação entre uma coisa e outra?

A música do grupo Rush é baseada na obra de Mark Twain, mas só descobri isso após ver um clipe da música que foi gravado em um show, em que os personagens do desenho South Park fazem a abertura e o Eric Cartman canta: “Guerreiro dos dias modernos, seu nome é Tom Sawyer. Ele flutuava rio abaixo em uma balsa com um negro”. Após ter sido interrompido, lhe foi avisado que a letra estava errada, então respondeu: Tom Sawyer construiu uma balsa e flutuou rio abaixo com um negro. Eu li o livro”. Seu colega Kyle Broflovski avisa que esta história não é de Tom Sawyer, mas sim de Huckleberry Finn (veja o vídeo aqui)Foi ai que me bateu a curiosidade de saber um pouco mais sobre estes personagens e qual a relação entre eles.

O importante é saber que Mark Twain publicou o livro The Adventures of Tom Sawyer em 1836. Pelo que vi, em 1930 o livro foi adaptado ao cinema, ganhando diversas outras adaptações ao longo dos anos. Preferi me limitar ao filme de 1938, por ser a versão mais antiga que é possível encontrar no Youtube completo, legendado e colorido (veja o filme aqui).

Sobre o desenho, ele foi produzido pelo estúdio Nippon Animation, do Japão e foi ao ar em 1980 com 49 episódios. É possível assistir a todos episódios no Youtube com a dublagem em português de Portugal (eu assisti nos canais PsYkYd79 e Puppy Linux).

Comparando o desenho e o filme, a animação japonesa estendeu bem cada passagem da história, sem dizer que há muita coisa no desenho que não consta no filme que assisti, por exemplo o grupo de teatro que chega na cidade, a viagem que Tom faz ao Arkansas para levar documentos à tia Sally e a aparição de Arthur O’connor em seu balão de ar (ambas passagens com 4 episódios cada). Creio que o filme seja muito mais fiel ao livro, mas a produção do desenho se saiu bem no desenrolar de cada episódio.

Outro fato é a diferença na ordem dos acontecimentos. No filme, o índio Joe assassina o Dr. Robinson antes dos meninos fugirem e serem dados como mortos, já no desenho primeiro eles fogem e reaparecem no funeral para depois ocorrer o assassinato no cemitério (primeiro episódio da animação que dá um clima de suspense). Falando sobre a fuga e funeral dos garotos, no filme foram o Tom, o Huck e o Joe Harper. Já no desenho, foi o Ben Rogers que acompanhou os dois meninos ao invés do Joe.

Outro fato que apresenta certa diferença é na excursão que as crianças fazem, sendo que no desenho só o Tom e a Becky entram na caverna e logo se perdem, já no filme todas as crianças entram para passear na caverna. É nessa mesma caverna que o então foragido índio Joe estava escondido, sendo que no desenho ele não tenta atacar o Tom, mas morre caindo em uma gruta quando estava sendo perseguido pelo xerife. Já no filme, ele morre ao cair na gruta, mas nesse caso ele estava tentando alcançar o Tom para atacá-lo.

Deixando de lado as diferenças cronológicas, devido a época e o local das produções, alguns detalhes mudaram entre o filme e a animação. Acho que o mais impactante é que em 1938 o escravo Jim era apenas uma criança, e no desenho era um adulto. Huckleberry Finn era um rapaz corajoso e fumava cachimbo no filme, enquanto na animação dos anos 80 ele estava mais para um garoto medroso e ingênuo.

Vejamos a comparação entre personagens da aminação e do filme:

tom-sawyer

Tom Sawyer

tia-polly

Tia Polly

mary

Prima Mary

sid-sawyer

Sid Sawyer

huckleberry-finn

Huckleberry Finn (com seu cachimbo no filme)

becky-thatcher

Becky Thatcher

jim

O escravo Jim (uma criança no filme)

indio-joe

O vilão índio Joe

muff-potter

Muff Potter (o bêbado da cidade e comparsa do índio Joe)

O fato da animação ter 49 episódios deu espaço para os produtores trabalharem mais coisas do que no filme. Posso lembrar de dois momentos que fizeram pensar (creio que foi feito justamente para as crianças da época refletirem sobre o assunto): quando o Tom ajuda na fuga de um escravo e a captura do cavalo branco, em que o Tom também ajuda na sua fuga. Ambos episódios levantam o tema sobre a liberdade. Já um fato que ocorre tanto no filme quanto no desenho, é a ajuda que Tom dá ao Muff Potter, em seu julgamento, ao testemunhar em sua defesa.

Algo que eu achei muito curioso é que, apesar da história “As aventuras de Tom Sawyer” se passar no século XIX, um acontecimento de 1980 foi inserido no último episódio do desenho, no jornal que é lido pelo doutor  Mitchel (com a data de 1880) pode-se ver a notícia da morte de John Lennon:

john-lennon-shotted

Dr. Mitchel e o jornal com a notícia da morte de John Lennon

Muito poderia se falar sobre esta obra fantástica que já foi adaptada para diversos filmes, sem dizer em menções honrosas em outras séries, filmes e livros, mas poderia ficar muito repetitivo com outros materiais da internet e meu objetivo era só falar um pouco sobre minha experiência como expectador.

simpsons-e-padrinhos-magicos

Referência a Tom Sawyer nos desenhos Os Simpsons e Os Padrinhos Mágicos

Gostei muito de ter assistido todos os episódios da animação e de ter assistido ao filme, mas ainda fica a vontade de ler o livro. Também fico feliz por ter feito este post antes do fim de 2016!

 

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: